segunda-feira, 18 de maio de 2015

A ILHA ENCANTADA - HÉLIA CORREIA

A ilha encantada, de Hélia Correia, é uma versão para jovens de A Tempestade, de Willian Shakespeare. Esta peça de teatro é uma adaptação para o público juvenil sendo que a autora dá a ler o texto original e a ele se mantém fiel  tanto ao nível do conteúdo como do próprio discurso e linguagem.
«Compare-se esta peça com um sol. O poder dos seus raios tem gerado um sem-número de novas criações. Porém o centro permanece opaco e arde a temperatura inacessível. É o mais enigmático dos textos do mais enigmático dos autores. (…) Sobre esta A Tempestade há que dizer que permanece estranha aos nossos olhos e aos nossos ouvidos. E, no entanto, as suas personagens vão, com outras, no jorro da popularidade, passando pelo tempo e pelas culturas, tratadas como gente da família, com ternura e com falta de respeito. Muitos dos que conhecem Próspero e Caliban ignoram, na verdade, Próspero e Caliban. Há que voltar ao texto que, apesar de fortemente acompanhado pela História, resplandece na sua auto-suficiência, senhor de uma difícil beleza em estado bruto.»
da introdução da obra - fonte aqui

Há uma versão cinematográfica da obra de Shakespeare que pode ser vista aqui.

A capa do livro é uma obra do pintor John WilliamWaterhouse, Miranda, a tempestade.
A editora Leya publicou um guião de leitura que pode ser consultado aqui.