quinta-feira, 12 de março de 2015

PÁGINA DE DIÁRIO

Oficina de escrita: redigir uma página de diário.
A Ana Lima, do 8ºA, escreveu esta:

26 de abril de 2014 
Não dormi quase nada toda a noite! Estive sempre a pensar na forma como a Maria disse ao Henrique que está grávida, na maneira como a sua cara mudou para uma expressão zangada, a olhou com desprezo e lhe jurou que nunca mais a iria ver, na maneira como a vida pode mudar completamente em poucos minutos. A rapariga ficou destroçada. 
Espero que a minha relação com o David seja melhor do que a deles. Espero que ele me compreenda e consiga aceitar-me como sou. Mas parece que nenhum dos meus desejos se vai realizar… Ele tem estado a afastar-se de mim cada vez mais. Agora, até já estou à espera do dia em que ele vá acabar comigo, porque já nem acredito na nossa relação. Eu amo-o acima de tudo, apenas acho que ele não sente o mesmo e continuar com isto não seria certo. 
A verdade é que a adolescência é capaz de ser a pior fase da vida! Eu só tenho dezasseis anos e já devo ter sofrido mais do que a minha mãe em toda a sua vida. Às vezes, gostava de lhe poder confiar tudo, pois são estas pequenas coisas que nos unem mas acho que ela não iria perceber. 
São seis horas da manhã, consigo ver os raios de sol que entram descaradamente pelas frinchas da janela. Sinto que vai ser um belo dia mas para mim não. Irei ter de pôr um sorriso na cara e fingir que está tudo bem… de novo!