terça-feira, 3 de novembro de 2015

CRÓNICA OU OPERAÇÃO MATEMÁTICA?

A propósito das crónicas, tipo de texto analisado em sala de aula de 9ºano, a Renata escreveu a sua, usando a matemática ao serviço da sua criatividade: 
ROTINAS
As rotinas estão por toda a parte, embora com dimensões diferentes. 
O meu dia-a-dia poderia ser resumido a: escola, casa, atividades extracurriculares, casa. Tem sido assim desde que me lembro de ser gente. Se a esta rotina diária multiplicarmos os cinco dias úteis da semana, mais os dois dias de fim-de-semana (onde somos ligeiramente mais livres mas não o suficiente) vai dar como resultado uma rotina semanal. Se multiplicarmos esta rotina semanal pelas trinta e quatro semanas de escola e somarmos as semanas em que temos direito a férias, obtemos o produto de uma rotina anual. Por sua vez, se a esta rotina anual juntarmos as outras rotinas anuais que vivemos (e que gradualmente se tornam mais diferentes das anteriores) vamos ter como resultado uma rotina muito mais extensa à qual chamamos «ciclo da vida». 
Nascemos, crescemos e vivemos presos a rotinas pequenas que dão origem a rotinas maiores. Acarretamos a responsabilidade de as cumprir corretamente, tanto que nos esquecemos de viver a vida livremente. E ainda afirmamos nós que somos ser livres.